Na Indonésia o corpo de homem foi encontrado dentro de cobra píton

Um agricultor que estava desaparecido foi encontrado dentro de uma cobra píton-reticulada na Indonésia.

Akbar Salubiro, de 25 anos, foi atacado e devorado pela cobra de 7 metros numa plantação de palma na região de Sulawesi, de acordo com a polícia daquele país.

Agricultores locais desconfiaram que o homem poderia ter sido engolido pelo réptil, que já havia sido visto na região. Decidiram caçar a cobra e, ao encontrá-la, perceberam que ela tinha uma protuberância enorme.

Ao cortar o animal, encontraram o corpo de Salubiro, ainda de botas e roupa. Imagens de vídeo feitas com celular mostrando a cobra sendo aberta foram divulgadas pela imprensa na Indonésia.

A píton-reticulada divide com a sucuri o título de maior cobra do mundo. Ambas, normalmente, enrolam-se nas vítimas, matando-as por sufocamento.

Normalmente essas cobras não mastigam a comida. As mandíbulas de ligamentos flexíveis permitem engolir uma presa por inteiro. Ainda assim, há limites.

Casos de pítons-reticuladas engolindo homens adultos são raros. Já casos envolvendo crianças ou animais, como ratos, porcos e até vacas.

“O fator restritivo é o ombro humano”, explica Mary-Ruth Low, do Wildlife Reserves de Cingapura, especialista em pítons.

Low explica que essa espécie se alimenta principalmente de mamíferos, mas, ocasionalmente, come outros répteis, como crocodilo.

Às vezes, superestimam o tamanho da refeição. Em 2005, uma cobra tentou engolir um crocodilo inteiro e estourou. Ambos morreram e foram encontrados por guardas florestais da Flórida.

A píton é exigente e despreza presas que não considerada adequada, passando longos períodos sem comida.

Especialistas acreditam que essa é a primeira vez em que existem evidências confiáveis, como o vídeo, de que uma píton-reticulada devorou um adulto humano. Outros casos previamente relatados ocorreram em áreas remotas e sem testemunhas confiáveis.

O antropólogo Thomas Headland, que passou décadas estudando os agta, um grupo de caçadores das Filipinas, já afirmou que um quarto dos homens da tribo foram atacados, em algum momento, por pítons-reticuladas.

Os agta são fisicamente pequenos, e a pesquisa de Headland indica que, apesar de sempre andarem armados de facão, muitos deles morreram engolidos pela cobra.

A especialista em serpentes Nia Kurniawan, da Universidade Brawijaya, na Indonésia, disse à BBC que a píton é sensível a vibrações, ruído e calor das lâmpadas e, por isso, normalmente evita lugares onde há humanos.

Deixe seu comentário com responsabilidade. Comentários com xingamentos e ofensas serão excluídos. Não somos responsáveis pelos comentários dos usuários.

%d blogueiros gostam disto: